Menu

Papa Francisco discursa para autoridades no Panamá

24 JAN 2019
24 de Janeiro de 2019
Nesta quinta-feira (24), o Papa Francisco participou da Cerimônia de Boas-Vindas no Palácio da Graças, onde discurso ao lado do Presidente Juan Carlos Varela Rodrízez e na presença de autoridades eclesiásticas e do governo panamenho. O bispo de Roma agradeceu a todo o povo panamense que, de Darién até Chiriqui e Bocas del Toro, fez um esforço incalculável para acolher tantos jovens vindos dos quatro cantos do mundo. 

O Pontífice acrescentou no discurso o Panamá será lembrado não apenas como centro da região ou ponto estratégico para o comércio e o trânsito de pessoas, mas transformar numa confluência de esperança. Sendo ponto de encontro dos jovens provenientes dos cinco continentes, cheios de sonhos e esperanças, vão celebrar, reunir, rezar e reavivar o desejo e o compromisso de criar um mundo mais humano.//Também citou a genialidade desta terra,  mencionando os povos nativos Bribri, Buglé, Emberá, Kuna, Nasoteribe, Ngäbe e Waunana, que têm a dizer e lembrar a partir da sua cultura e visão de mundo: “Ser terra de convocação requer celebrar, reconhecer e escutar o que é específico de cada um destes povos e de todos os homens e mulheres que compõem a fisionomia panamense e saber tecer um futuro aberto à esperança, porque só se é capaz de defender o bem comum acima dos interesses de poucos ou ao serviço de poucos, quando existe a firme decisão de partilhar com justiça os próprios bens”, destacou.

Para o Papa Francisco hospedar os sonhos destes jovens, o Panamá torna-se terra de sonhos que desafia muitas certezas do nosso tempo e cria horizontes vitais que conferem uma nova espessura ao caminhar com uma visão respeitosa e cheia de compaixão para com os outros. Durante este tempo, testemunhas da abertura de novos canais de comunicação e compreensão, de solidariedade, criatividade e ajuda mútua; canais à medida do homem que deem impulso ao compromisso e quebrem o anonimato e o isolamento tendo em vista um novo modo de construir a história.

Voltar